Por que uma análise estratégica faz a diferença para sua empresa?

Por que uma análise estratégica faz a diferença para sua empresa?

Com uma análise estratégica e um público-alvo bem definido, o planejamento e a execução tornam-se mais específicos. A partir dessa oportunidade, será possível traçar estratégias que atinjam diretamente os consumidores em potencial.

Descubra por que uma análise estratégica pode fazer a diferença para o seu negócio logo abaixo!

análise estratégica

Antes de escolher caminhos que impactam diretamente seu futuro, as empresas devem analisar diversos pontos relevantes para o desempenho da organização.

Dessa forma, será possível montar analisar a oportunidade e elaborar um plano de atuação baseado no que foi descoberto. Com ações, objetivos, metas e iniciativas que direcionarão a organização para o caminho certo.

Uma oportunidade de criar uma análise estratégica efetiva é por meio da análise SWOT, uma das ferramentas de planejamento mais usadas no mundo empresarial.

  • O QUE É?

Os investimentos na análise SWOT consistem na formulação de um diagnóstico completo sobre a empresa e o mercado na qual está inserida.

SWOT é o termo em inglês para Strengths, Weaknesses, Opportunities, and Threats. Ou, em português, Forças, Fraquezas, Oportunidade e Ameaças (sigla “F.O.F.A.”).

A análise do ambiente interno (aquele que a empresa tem controle), determina as forças e fraquezas da organização. A análise do ambiente externo abrange os fatores sobre os quais a companhia não tem controle, define suas oportunidades e ameaças.

Criada em forma de matriz para facilitar sua elaboração, a análise SWOT é simples e prática. Os investimentos na análise, como o nome já diz busca elencar esses quatro pontos chaves da sua empresa.

1 | Forças
Elementos do ambiente interno, que representam vantagem sobre a concorrência.

2 | Fraquezas
Características do ambiente interno que desfavorecem a empresa em relação à concorrência.

3 | Ameaças
Aspectos externos que criam um ambiente desfavorável para a empresa.

4 | Oportunidades
Fatores externos favoráveis à empresa.

  • COMO FAZER?

De acordo com o Santander Negócios & Empresas, ao fazer a análise estratégica, a empresa precisa ser realista e objetiva.

Primeiramente, deve-se definir as forças e fraquezas. Fatores como localização, marketing digital, tempo de mercado, reputação, recursos financeiros, investimentos em gestão de pessoas, capacidade de operação, materiais e equipamentos deverão ser analisados.

Depois, é preciso listar as oportunidades e ameaças.

Nesses itens, a organização deve analisar clientes, fornecedores, concorrentes, parceiros, entidades de classe; e cenários político (projetos, leis, governantes), econômico (inflação, níveis de consumo), demográfico (crescimento da população, natalidade), tecnológico (processos operacionais, automação), sociocultural (hábitos de consumo, costumes) e natural (matéria-prima, sustentabilidade).

  • O QUE FAZER COM O RESULTADO?

Após elencar os itens, é preciso relacioná-los entre si. Observar, por exemplo, como as forças podem ajudar a potencializar o negócio aproveitando as oportunidades ou reduzindo os impactos das ameaças.

A análise estratégica poderá auxiliar a o seu negócio a tomar decisões mais assertivas, estudar e entender o cenário, compreender sua posição no mercado e indicar qual deve ser o posicionamento e a atuação da companhia.

Saiba tudo o que podemos fazer por você clicando aqui.

Se você quer aprender sobre marketing digital, baixe gratuitamente o nosso e-book de mitos e verdades do marketing digital. Clique aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *